Gandalf the Wizard
   A Fina Arte ZEN de Arremessar um Bumerangue!!!

A Fina Arte ZEN de Arremessar um Bumerangue!!!

 

 

Algum dos amigos já atirou, jogou, brincou com um bumerangue???

 

Pois então este amigo que vós tecla neste fim de semana no sitio do meu sogro acompanhado do meu sobrinho Diogo tentamos arremessar, jogar, brincar com dois exemplares destes artefatos!!! Rssss

  

Enfim preparando as tralhas para a viagem que consistia basicamente dos brinquedos do Fernando (dois busos azuis e mais um monte de outros carrinhos azuis também cor predileta dele! Rsss) ah uma bola também claro básico, mas desta vez a lotação do meu golzinho estava esgotada então não sobraria espaço para as minhas tralhas de pesca então adicionamos um jogo Combate da Estrela muito velho mas diversão garantida, um baralho que o Diogo insistiu que me ensinaria a jogar truco, mas eu sou burro demais pra jogos de baralho! Rss então me lembrei dos dois bumerangues que o Raphael tinha me dado e que estavam a mofar em um caixa encima do guarda roupas, pronto tudo certo nada em ordem toca o barco ou melhor o golzinho pra viagem, mas bem que estava um tempo horrível só chuva podia ter sido um barco mesmo! Rss

 

Tempo ruim em Sampa, tempo ruim lá no sitio também que não era muito longe apenas uns 200 km, mas então chegando lá bagagem retirada fomos logo ver os buma!! Rsss

 

Outro lado da rua tem um campo de futebol que bem na verdade está mais para pasto de cavalos, ovelhas e outros bichos do que campo de futebol! Rsss Mas lá fomos nós cada um com um bumerangue o Di com o de cinco pontas e eu com o de três pontas se cada um deles tem um nome me perdoem pois eu não sei!!!

 

Posicionados ai começou o show de joga de um jeito, joga de outro o treco sobre, desce, vai para frente, para trás, mas nada parecido com aquele lance de filme ou desenho animado onde você joga e o tal do bumerangue vai e volta para a sua mão, Kaceta mais de duas horas depois braços doendo várias formas de arremessos diferentes e nada da coisa voltar para as nossas mãos!!!

 

Até que chega o Fernando meu filho de dois anos e resolve o problema pega o bumerangue da minha mão encontra uma poça de água no meio do campo e joga lá o treco que espirra água pra todo lado, mas pelo menos bóia e vira um barquinho! Rsss

 

Desistimos temporariamente do embate homem versus bumerangue e fomos fazer outras coisas, confronto adiado até o domingo de manhã, onde depois de mais um monte de arremessos começamos a ter a vaga idéia de como jogar os bichos mas mesmo assim quando você os jogava eles voltam sim, mas um monte de passos de distância voltar mesmo na mão só em duas ou três jogadas, que não sabemos se foi sorte ou um acerto momentâneo de arte e técnica ZEN de arremesso!!! Rsss

 

A única coisa que sei que demos muitas risadas e que meu braço direito ta só o pó ! rsss

 

Quando eu revelar as fotos se ficarem legais posto aqui, para vocês verem a palhaçada! Rss

 

 

Abraço a todos e desculpem o texto longo, desculpem os vários erros!!!!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h30
[] [envie esta mensagem]


 
   O Triunfo de Sharpe

Devo aqui desculpas ao meu sobrinho Diogo pois ele queria me dar este livro de presente de aniversário, mas como eu disse a ele, não resisti até o mês que vem e já estou na página 80 deste fabuloso livro! Mas Diogo fique tranqüilo que a lista é grande e você bem sabe disso! Rssss

 

Também quero agradecer ao meu grande Amigo e Livreiro Oficial Gabriel por ter reservado um exemplar ! rsss Como diria o meu cunhado Wagner que sua barba nunca fique rala! Rss Valeu mesmo amigo boas vendas sempre!

 

Segue uma sinopse básica do livro, sinopse essa retirada do site da Editora Record!

 

Abraço a todos!

 

O TRIUNFO DE SHARPE (Índia, Setembro de 1803)

As Aventuras de Sharpe, Vol. II

Bernard Cornwell

Editora Record

 

O inglês Bernard Cornwell tornou-se conhecido no Brasil com as trilogias As Crônicas de Artur e A Busca do Graal, que lhe valeram elogios da crítica e milhares de leitores.

 

O TRIUNFO DE SHARPE é mais uma incrível aventura do autor. Segundo episódio da série As aventuras de Sharpe, inaugurada com O Tigre de Sharpe, conta a história do jovem Richard Sharpe, no ano de 1803, na Índia.
Já com a insígnia de sargento, Sharpe se vê no meio de um episódio de traição quando um oficial inglês amargurado une-se às forças mercenárias da Confederação Mahratta, determinado a expulsar os britânicos do continente asiático. Ocorre então a sangrenta Batalha de Assaye. Jurando caçar o vira-casaca, Sharpe mergulha de cabeça na violenta batalha, acompanhado por Sir Arthur Wellesley ? o futuro duque de Wellington ? Na luta mais feroz de sua carreira.


Um dos mais importantes autores britânicos da atualidade, Bernard Cornwell já foi traduzido para mais de dezesseis línguas e seus romances alcançaram rapidamente o topo das listas de mais vendidos: foram mais de 4 milhões de exemplares em todo mundo. No Brasil, seus livros ultrapassam a marca de 100 mil exemplares vendidos. A chave de seu sucesso está na criteriosa pesquisa histórica e na narrativa envolvente com a qual disseca a vida de seus personagens.


Na série As aventuras de Sharpe, ele volta o olhar para a ocupação britânica da Índia e o Imperialismo europeu serve de base para uma saga que se estende por mais de vinte volumes com o jovem Richard Sharpe - recruta analfabeto a serviço de Sua Majestade como herói.


O TRIUNFO DE SHARPE
é uma história empolgante de traição e vingança que combina com maestria as aventuras militares carregadas de suspense com a riqueza de detalhes históricos que transformaram os romances de Bernard Cornwell em best-sellers no mundo inteiro.



Escrito por Gandalf the Wizard às 12h19
[] [envie esta mensagem]


 
   Alucinação

(Storm at Sea - Louise Lopina)

Alucinação

Ó solidão do Mar, ó amargor das vagas,
Ondas em convulsões, ondas em rebeldia,
Desespero do Mar, furiosa ventania,
Boca em fel dos tritões engasgada de pragas.

Velhas chagas do sol, ensangüentadas chagas
De ocasos purpurais de atroz melancolia,
Luas tristes, fatais, da atra mudez sombria
Da trágica ruína em vastidões pressagas.

Para onde tudo vai, para onde tudo voa,
Sumido, confundido, esboroado, à-toa,
No caos tremendo e nu dos tempo a rolar?

Que Nirvana genial há de engolir tudo isto -
- Mundos de Inferno e Céu, de Judas e de cristo,
Luas, chagas do sol e turbilhões do Mar?!

(João da Cruz e Sousa)



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h53
[] [envie esta mensagem]


 
   IMPERADOR XERXES

Rodrigo Santoro confirmou ao Segundo Caderno do jornal O Globo: Viverá o imperador persa Xerxes na adaptação da história em quadrinhos 300, de Frank Miller e Lynn Varley.

O personagem é o grande inimigo do épico, invasor que decide conquistar a Grécia e enfrentará os temidos guerreiros espartanos liderados pelo Rei Leônidas (Gerard Butler).

Agora sim terá uma prova de fogo o nosso compatriota! (Começa logo as filmagens!!!! Ahhhhhhhhhhhh) rsss

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h28
[] [envie esta mensagem]


 
   300 de Esparta

 

Confirmado Rodrigo Santoro está escaldo para o elenco da adaptação da história em quadrinho OS 300 DE ESPARTA do grande Frank Miller, só não se sabe ainda qual o papel!

 

As filmagens começam agora dia 17 de Outubro em Montreal Canadá e o diretor Zack Snyder confirmou que usará uma técnica semelhante a usada em SIN CITY também do Miller onde os atores atuam em frente a uma tela azul sendo assim possível recriar todos os cenários da HQ por computação gráfica!

 

Show, mesmo não sendo uma adaptação do livro Portões de Fogo estou ancioso por ver!

 

Elenco até o momento.

 

Zack Snyder (Madrugada dos Mortos) – Diretor

 

Gerard Butler (Fantasma da Opera) – Leônidas

 

Lena Headey (Irmãos Grimm)  - Gorgo Esposa do Rei Leônidas

 

Os demais atores citados ainda sem papeis definidos:

 

Rodrigo Santoro (Simplesmente Amor e As Panteras Detonando)

 

David Wenham (Van Helsing)

 

Dominic West (O Sorriso de Monalisa)

 

Vincent Regan (Tróia)

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 15h48
[] [envie esta mensagem]


 
   Eu queria trazer-te uns versos

Eu queria trazer-te uns versos

Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim...
Suas palavras
seriam as mais simples do mundo,
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para os ouvir...
Sim! Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel.
Trago-te palavras, apenas... e que estão escritas
do lado de fora do papel... Não sei, eu nunca soube
o que dizer-te
e este poema vai morrendo, ardente de puro, ao
vento da Poesia...
como
uma pobre lanterna que incendiou!

(Mário Quintana)



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h53
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

HISTÓRICO
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005
 01/03/2005 a 31/03/2005
 01/02/2005 a 28/02/2005
 01/01/2005 a 31/01/2005
 01/12/2004 a 31/12/2004
 01/11/2004 a 30/11/2004
 01/10/2004 a 31/10/2004
 01/09/2004 a 30/09/2004
 01/08/2004 a 31/08/2004
 01/07/2004 a 31/07/2004
 01/06/2004 a 30/06/2004
 01/05/2004 a 31/05/2004
 01/04/2004 a 30/04/2004



OUTROS SITES
 Fada Azul
 Impressões de ontem
 Spoiler - Isto é Cinema!
 Drivein
 Fiteiro
 Vindaloo
 Mais do Mesmo!
 Devaneios da Linda
 Ramses Séc. XXI
 Sabor de Amor
 Nobre Dama Pam
 Um Lindo Sonho
 Colcha de Retalhos
 Fraseando
 Há Controvérsias!!
 Sheherazade
 Opinião Tupiniquim
 Realidade Torta
 Dubalai
 PUB 66