Gandalf the Wizard
   Corrente

Não sou fã de correntes, mas em consideração a Nobre Dama Pam irei fazer!

 

Tamanho total dos Arquivos no Meu Computador:

- Só de mp3 um total de uns 10 GB, mais uns 10 GB programas variados, milhares de jogos e uns 5Gb só de imagens, putz como tem coisa! rsss


Último CD que comprei:

- Faz tempo isso caramba!!! (Pensando) – Trilha Sonora do Senhor dos Anéis – As Duas Torres


Livro que esteja lendo ou terminado (Essa pergunta não tinha):

- O Tigre de Sharpe – Bernard Cornwell (Estou devorando)

 

Canção que estou escutando:

- Jim Croce – Lover’s Cross


Cinco canções que eu escuto muito e que têm um significado para mim:

-          Michael Feinstein – Let’s Face the Music and Dance

-          Pink Floyd – Wish You Were Here

-          The Corrs – Dreams

-          Ira & Pitty – Eu Quero Sempre Mais

-     David Bowie - Everyone Says Hi

 

Cinco pessoas para quem passo a cadeia e pediria se não fosse muito incômodo que a fizessem tb... =P :

-          Amigos sinceramente nem vou pedir isso, pois como disse lá em cima só estou a fazer por consideração a Nobre Dama Pam!



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h35
[] [envie esta mensagem]


 
   Tristeza

Tristeza

Eu amo a noite quando deixa os montes
Bela, mas bela de um horror sublime
E sobre a face dos desertos quedos
Seu régio selo de mistério imprime

Amo os lampejos, verde-azul, funéreos
Que às horas mortas erguem-se da terra,
E enchem de susto o viajante incauto
No cemitério de sombria serra

Eu amo a noite com seu manto escuro
De tristes goivos coroada a fonte
Amo a neblina, que pairando ondeia
Sobre o fastígio de elevado monte

Amo nas plantas, que na tumba crescem
De errante brisa o funeral cicio;
porque minh'alma, como a noite, é triste,
Porque meu seio é de ilusões vazio

Amo o silêncio, os areais extensos,
Os vastos brejos e os sertões sem dia
Porque meu seio como a sombra é triste
Porque minh'alma é de ilusões vazia

Amo o furor do vendaval que ruge
Das asas densas sacudindo estrago
Silvos de bala, turbilhões de fumo
Tribos de corvos em sangrento lago

Amo ao silêncio do ervaçal partido
Da ave noturna o funerário pio
Porque minh'alma, como a noite, é triste,
Porque meu seio é de ilusões vazio

Amo a tormenta, o prepassar dos ventos
A voz da morte no fatal parcel;
Porque minh'alma só traduz tristeza,
Porque meu seio se abrevou de fel

Amo o corisco que deixando a nuvem
O cedro parte da montanha, erguido,
Amo do sino, que por morto soa,
O triste dobre n'amplidão perdido

Amo na vida de miséria e lodo,
Das desventuras o maldito selo,
Porque minh'alma se manchou de escárnios,
Porque meu seio se cobriu de gelo

Amo do nauta o doloroso grito
Em frágil prancha sobre mar de horrores
Porque meu seio se tornou de pedra,
Porque minh'alma descorou de dores

Como a criança, do viver nas veigas
Gastei meus dias namorando as flores
Finos espinhos os meus pés rasgaram
Pisei-os ébrio de ilusões e amores

Tenho um deserto de amargura n'alma
Mas nunca a fronte curvarei por terra
Tremo de dores ao tocar nas chagas
Nas vivas chagas que meu peito encerra

A paz, o amor, a quietação, o riso
A meus olhares não têm mais encanto,
Porque minh'alma se despiu de crenças
E do sarcasmo se embuçou no manto

(Fagundes Varela)

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 11h06
[] [envie esta mensagem]


 
   James Doohan - In Memorian

Falecido nesta quarta feira o ator James Doohan o eterno comandante Montgomery “Scott” engenheiro-chefe da nave estelar Enterprise da série clássica de Jornada nas Estrelas!

 

Aos 85 anos ator que luta contra o mal de Alzheimer não resistiu!

 

Fica aqui está singela homenagem a um grande ator que embalou vários episódios de Jornada operando o Tele-Transporte ou tirando mais potência dos motores de dobra para um capitão que sempre exigia milagres do seu Engenheiro-Chefe! Rsss

 

Abraço a todos!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 09h54
[] [envie esta mensagem]


 
   Superman Returns

Foto do ator Brandon Routh no novo filme Superman Returns!

E na feira Comic-Con de San Diego o Diretor Bryan Singer apresentou um vídeo com novas imagens da produção e as primeiras imagens de Kevin Spacey como Lex Luthor (ainda não consegui colocar as mãos nestas imagens! Buááá)!

O diretor também garantiu que o longa ira respeitar o trabalho feito em Smallville (assim espero, pois seria um grande desserviço a uma série fantástica).

O presidente da Warner Bros. Alan Horn também afirmou que Superman Returns será dedicado à memória de Christopher Reeve com uma dedicatória no inicio ou ao final do Filme!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h24
[] [envie esta mensagem]


 
   Sir Laurence Olivier

Sir Laurence Olivier como Zeus em “Fúria de Titãs”!

 

Ao amigo Antônio José Nepomuceno!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h53
[] [envie esta mensagem]


 
   O TIGRE DE SHARPE

O TIGRE DE SHARPE – As Aventuras de Sharpe – Índia, 1799

Bernard Cornwell

Editora: Record

 

 

Misore, Índia, 1799. Richard Sharpe é um jovem recruta a serviço da realeza britânica e integrante da expedição para derrubar o impiedoso sultão Tipu, no poder com a ajuda dos aliados franceses. Acusado de insubordinação por seu superior, o Sargento Hakeswill, Sharpe acaba destacado para uma perigosa missão: infiltrar-se na intransponível Seringapatam, cidade fortaleza do líder indiano.

Fingindo-se de desertor, o jovem soldado deve contactar um espião escocês aprisionado e descobrir a melhor maneira de o exército britânico conquistar a cidade. Caso seja bem sucedido, Sharpe ganhará as divisas de sargento. Entretanto, se fracassar, ficará frente a frente com os assustadores tigres de Tipu.

Em um mundo exótico e estranho para o recruta, um passo em falso significará a morte. A situação complica-se ainda mais quando o jovem espião descobre que deve lutar contra seus velhos camaradas para salvar a própria vida.

O Tigre de Sharpe é o livro de estréia protagonizado pelo oficial britânico Richar Sharpe, que participará de conflitos na costa de Portugal e Espanha até a derrota do exército napoleônico em Waterloo.

 

Grande Cornwell escritor das trilogias As Crônicas de Artur e A Busca do Graal, chega agora com a série As Aventuras de Sharpe que segundo eu pesquisei serão 20 volumes com aventuras do oficial britânico Richard Sharpe, uau espero que tenha muito fôlego a série, pois as primeiras 50 páginas lidas de um fôlego só agora de manhã no ônibus são fantásticas e prometem muito mais aventura e ação, mas espero que a editora Record não esqueça de lançar a continuação da trilogia A Busca do Graal!

 

Abração grande Gabriel (Livreiro oficial) só lançamento bom até fiquei perdido entre tantas opções, novo do Eco, novo Follet, novo Angus e muitos outros enfim a lista está grande e muito boa!

 

Abraço a todos!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h37
[] [envie esta mensagem]


 
   Entre Amigos no Ônibus!

Sexta feira passada dia 08 estava eu indo embora para casa no Ônibus Terminal Pirituba (por volta das 8 da noite) que sai do Terminal Barra Funda do Metrô, maior transito muita gente querendo ir viajar e tal ônibus lotado pra variar eu em pé quando descobri sentado o amigo Ricardo que conheci há algum tempo justamente neste mesmo ônibus certo dia eu vi este amigo lendo um fascículo do Manga do Lobo Solitário e claro que eu iria puxar conversa com alguém lendo algo que sou tão fã e qual surpresa vários gostos em comum desde de Musashi passando por heróis, quadrinhos, literatura da mais variadas, filmes e a cada conversa descobrimos assuntos e coisas em comum, além se descobrir que moramos perto, enfim uma adorável surpresa pois sempre que calha de nos encontrar no ônibus o papo é animado e nesta sexta feira em questão estávamos a conversar sobre cinema e nem demos conta que estávamos a falar de certa forma alto pois tinha muitas pessoas prestando atenção no nosso papo que diga-se de passagem era muito melhor que os usuais papos sobre futebol, novela, Faustão, pânico ou sobre a vizinha! Rsss

Tanto que até o cobrador veio perguntar pra gente se iria ter o terceiro filme do Homem Aranha, garantimos ao cobrador que já está em produção com o mesmo Tobey Maguire e que achamos que teremos três vilões na parada! Rsss

Agora a conversa realmente ficou boa quando o Senhor Antonio Jose Nepomuceno segundo ele com mais de 50 anos (Rsss), quando ele chegou perto da gente e pediu licença para conversar foi deveras muito bem recebido pois o Senhor Antonio é um acervo do cinema, meu deus, ele  desencavou fatos, atores, filmes que nos deixou de boca aberta e dono de um acervo pessoal enorme de fotos, revistas e outras coisas relacionadas a cinema e eu ainda irei fazer ele colocar esse acervo em um site! Ah se vou!

E hoje ao abrir meu email ele  o Senhor Antonio me manda várias fotos de atores que eu pedi e toda semana irei postar uma foto em homenagem ao senhor Antonio!

 

A de hoje é uma das minha prediletas atrizes Greta Garbo!

 

Abraço a todos!

 

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 11h21
[] [envie esta mensagem]


 
   As Montanhas

(Monte Aconcágua)

As Montanhas

I
Das nebulosas em que te emaranhas
Levanta-te, alma, e dize-me, afinal,
Qual é, na natureza espiritual,
A significação dessas montanhas!

Quem não vê nas graníticas entranhas
A subjetividade ascensional
Paralisada e estrangulada, mal
Quis erguer-se a cumíadas tamanhas?!

Ah! Nesse anelo trágico de altura
Não serão as montanhas, porventura,
Estacionadas, íngremes, assim,

Por um abortamento de mecânica,
A representação ainda inorgânica
De tudo aquilo que parou em mim?!

II
Agora, oh! deslumbrada alma perscruta
O puerpério geológico interior,
De onde rebenta, em contrações de dor,
Toda a sublevação da crusta hirsuta!

No curso inquieto da terráquea luta
Quantos desejos férvidos de amor
Não dormem, recalcados, sob o horror
Dessas agregações de pedra bruta?!

Como nesses relevos orográfícos,
Inacessíveis aos humanos tráficos
Onde sóis, em semente, amam jazer,

Quem sabe, alma, se o que ainda não existe
Não vive em gérmen no agregado triste
Da síntese sombria do meu Ser?!

(Augusto dos Anjos)

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h50
[] [envie esta mensagem]


 
   RISING STARS - PARTE - I

“Esta é a história da nossa existência.

De tudo que aconteceu conosco e com todos aqueles que conhecemos, amamos e combatemos.

Onde tudo deu certo... e onde tudo saiu errado.

60 anos.

113 pessoas, nascidas com o poder.

A história do mundo que tocamos.

E de todos os lugares onde o mundo nos tocou.

Do terror e da beleza... e da morte que norteou o decorrer de nossa trajetória.”

 

RISING STARS: ESTRELAS ASCENDENTES

 

 

Desde de 2000 que espero pelo lançamento aqui no Brasil desta história em quadrinhos criada pelo grande mestre J. MICHAEL STRACZYNSKI (criador da série Babylon 5 e roteirista de várias histórias em HQ do Homem Aranha entre outras), mas demorou muito tempo para sair aqui em terras tupiniquins, como somos do terceiro mundo relegado a quinto plano até versões em DVD da Série Babylon 5 ainda não saíram por aqui entre outras mais tipo as versões extendidas dos filmes do Senhor dos Anéis que segundo a sua distribuidora a Warner o Brasil não é um mercado para este tipo de lançamento (infelizes)! Ah nem quero entrar nesse tipo de discussão que é patética, mas voltando à história em quadrinho o Straczynski criou aqui uma história surpreendente envolvendo pessoas simples que poderiam até mesmo ser Eu ou Vocês que foram expostas a uma situação que mesmo aqui na nossa realidade seria muito possível, por que quem sabe realmente os mistérios que se escondem aí fora do nosso planeta como diria o Fox Mulder – “A Verdade está lá fora!” rsss

Então segue-se a apresentação oficial da editora e também irei aqui transcrever aqui o prefácio da obra assinada por nada mais nada menos que o grande Neil Gaiman (Sandman).

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h53
[] [envie esta mensagem]


 
   RISING STARS - PARTE - II

PREFÁCIO POR NEIL GAIMAN

Há um belo e maravilhoso momento perto do final de The Phantom Tollbooth, o notável e inteligente livro infantil de Norton Juster, onde Milo, o herói, tendo concluído com sucesso uma gloriosa busca, recebe uma importante informação que fora omitida no início de sua jornada.

Ele é informado de que a tarefa que acabara de realizar era impossível.

Quando indaga por que ninguém o advertiu antes, ouve como resposta que se soubesse que seria impossível, ele não a teria realizado.

Esse detalhe nos remete a J. MICHAEL STRACZYNKI. O Joe, como ele é conhecido por seus amigos.

Oito anos atrás, Joe enviou-me uma “bíblia” e algum material preliminar de um seriado de televisão que pretendia produzir e se chamaria Babylon 5. O projeto seria uma saga de cinco anos, a qual funcionaria como o equivalente televisivo a um romance. Ou seja, com começo, meio e fim. Este era o plano que ele pretendia empreender no mundo da televisão americana, onde seriados são cancelados num piscar de olhos devido aos caprichos de executivos ou à natureza volúvel do público espectador.

Eu evitei indicar o óbvio, isto é, que se tratava de uma empreitada total e absolutamente impossível.

Provavelmente, foi bom eu não ter feito esse comentário, pois, cinco anos depois, Joe realizou o que havia elaborado, concretizando assim sua promessa. Babylon 5 existia, uma enorme e completa história que teve começo, meio e fim. Ele escreveu todos os roteiros das três últimas temporadas(exceto um episódio da quinta, escrito por um outro maluco), e quase todos nas duas primeiras. Era a sua história, sua visão e seus personagens.

Era impossível. Impossível, e ele realizou. Foi contemplado com os prêmios Hugo, Nebula e outros especiais inventados só para homenageá-lo, porque seu trabalho era bom, com freqüência MUITO bom, e porque realmente fizera algo que niguém tinha ousado. Muitos sabiam que era impossível, então nem se incomodaram em tentar. Foi diferente com Joe. A fé, como certa vez ele me declarou, move montanhas.

Hoje, evocando tudo que aprendeu e, provando algo acerca da natureza do homem e sua visão – quem me dera saber o que -, Joe está se dispondo a repetir seu feito.

Com uma diferença: desta vez, nos quadrinhos e no gênero super-heróis. Ele está decidido a contar uma história enorme, uma história “de verdade’, fervilhando de personagens bons, maus e nem tanto. Ele sabe como sua história começa, como termina e (se for mais ou menos como eu) alguma coisa, embora não tudo, de como é sua etapa intermediária. O material que me enviou até agora é fascinante e intrigante (comentar mais a respeito do projeto seria um desserviço à obra de Joe, então apenas leia as aventuras a seguir) e, não tenho nenhuma dúvida, vai dar muito o que falar.

É ótimo oferecer a Joe as boas-vindas ao mundo dos quadrinhos seriados. Espero sinceramente que ele consiga narrar sua saga, do seu jeito, até o fim desta jornada. Aliás, não vejo por que não conseguiria. Afinal o que ele está fazendo aqui nem é impossível. É apenas muito, muito improvável.

Entretanto, esse tipo de “detalhe” nunca o impediu.

Agora, silêncio, por favor. As luzes estão se apagando. Já se pode ouvir o tema de abertura.

E, uma a uma, as estrelas começam a ascender...

Rising Stars: Estrelas ascendentes - VOLUME I
Edição especial, formato americano, 196 páginas.

A mais aclamada saga em quadrinhos desde Watchmen!

O que acontece quando pessoas comuns recebem poderes extraordinários? Que tipo de remuneração um super-herói pode conseguir? Um humano superpoderoso tem o direito de querer uma vida normal? Afinal... quem são os Especiais de Pederson, estado de Illinois?

Descubra estas e outras respostas em RISING STARS: ESTRELAS ASCENDENTES. Sucesso absoluto de crítica e público, a obra retrata as vidas de 113 pessoas afetadas, ainda no útero materno, por um fenômeno cósmico que, anos após, concede a cada uma poderes além da compreensão humana.

Criação do brilhante J. MICHAEL STRACZYNSKI – responsável pelo seriado Babylon 5 e pelos roteiros de Homem-Aranha –, a trama se desenvolve de forma simplesmente espetacular. Uma excepcional epopéia em quadrinhos, apenas comparável, segundo críticos americanos, ao trabalho de Alan Moore na série Watchmen.

Com 196 páginas, este primeiro volume de RISING STARS: ESTRELAS ASCENDENTES com certeza trará uma nova amplitude ao universo dos quadrinhos no Brasil.

Fonte: Site da Editora Mythos!



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h52
[] [envie esta mensagem]


 
  

Depois de 20 e poucos anos sem fazerem show ao vivo neste Domingo ultimo o grupo Pink Floyd tocou quatro músicas no show Live 8 na Inglaterra em prol da campanha de conscientização do grupo G8 dos Países mais ricos do mundo para dar uma mão aos Países necessitados e eles tem como ajudar !

Os shows foram muito bons, mas para mim ver o Pink Floyd junto novamente e ao vivo foi demais, com a formação completa Roger Waters, David Guilmour, Nick Mason e Richar Wright, que bom seria se eles resolvem-se as diferenças pessoais e retornassem a tocar!

Abraços!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 17h51
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

HISTÓRICO
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005
 01/03/2005 a 31/03/2005
 01/02/2005 a 28/02/2005
 01/01/2005 a 31/01/2005
 01/12/2004 a 31/12/2004
 01/11/2004 a 30/11/2004
 01/10/2004 a 31/10/2004
 01/09/2004 a 30/09/2004
 01/08/2004 a 31/08/2004
 01/07/2004 a 31/07/2004
 01/06/2004 a 30/06/2004
 01/05/2004 a 31/05/2004
 01/04/2004 a 30/04/2004



OUTROS SITES
 Fada Azul
 Impressões de ontem
 Spoiler - Isto é Cinema!
 Drivein
 Fiteiro
 Vindaloo
 Mais do Mesmo!
 Devaneios da Linda
 Ramses Séc. XXI
 Sabor de Amor
 Nobre Dama Pam
 Um Lindo Sonho
 Colcha de Retalhos
 Fraseando
 Há Controvérsias!!
 Sheherazade
 Opinião Tupiniquim
 Realidade Torta
 Dubalai
 PUB 66