Gandalf the Wizard
   A Festa de Babette

A Festa de Babette (Babette's Feast) - Gabriel Axel (Dinamarca, 1987).

Ontem a noite estava eu dando um trato nos meus queridos VHS’s para não criarem mofo e tudo mais, pois ainda não tenho todos em DVD, mas devagar eu chego lá! Quando peguei a fita deste filme que nossa não via a tempos então dei uma boa limpada e sem pensar duas vezes coloquei o filme para rodar e revi com gosto renovado este grande filme segue uma breve sinopse do mesmo!

Filme dirigido por Gabriel Axel e ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro de 1988!

É um drama existencial narrado com lirismo, espiritualidade além de ser um filme sobre gastronomia, vinho e também sobre generosidade e a grandeza de espírito, ah e também tem um fotografia muito bela!

Narrando a história de Babette uma fugitiva da Comuna de Paris (1871) que consegue se abrigar em uma pequena vila dinamarquesa sendo recebidas por duas irmãs que a principio se recusam a recebe-las pois não tem como pagar os préstimos de uma empregada doméstica, mas Babette está a procura de um teto e irá trabalhar por ele e por sua comida! Após quatorze anos de serviço para as duas irmãs Babette ganha um belo prêmio da loteria francesa.

Babette de posse desse grande prêmio em dinheiro pede as irmãs que deixem que ela faça e organize um jantar comemorativo em homenagem ao aniversário do pai das irmãs, um pastor ascético e deveras severo, transformando este evento que era para ser simples em uma festa de congraçamento entre os vizinhos, parentes e amigos.

Jantar Francês "vrai dinner français" organizado por Babette, ex-chef do "Café des Anglais" de Paris, foi preparado organizado ao custo de todo o dinheiro ganho por ela na loteria, preparado com maestria e toda a pompa como se fosse no próprio "Café des Anglais" de Paris, com direito a entrada e o prato principal criação da própria chef, "Cailles en Sarcophage", foi acompanhado por um soberbo Clos de Vougeot 1845, tornando este vinho um verdadeiro cult aos fãs !

Um dos discursos a mesa lembra a Providência Divina, que concederá em dobro "tudo aquilo retirado, perdido"... numa graça esplendorosa, a se realizar no tempo de Deus. O clima de amizade, transformando os ressentimentos no prazer de conviver, faz o jantar um verdadeiro sucesso para a agradável surpresa só General Lorens que foi convidado por sua tia moradora da região e o único a realmente apreciar com conhecimento todo o verdadeiro banquete!

"O artista só espera uma oportunidade para oferecer sua arte ao público."

O passado e o presente dos personagens são relatados de forma delicada, como um poema. Intérpretes principais: Stéphane Audran (elogiadíssima por sua interpretação da misteriosa Babette, eficiente e sensível)

Destaco ainda: roteiro criativo, inspirado em conto de Isak Dinessen; produção, direção, interpretação; fotografia; reconstituição de época; diálogos emocionantes; momentos de silêncio que dizem muito, com profundidade; o tema da Providência Divina.

Ufa isso eu acho que não está realmente expressando como realmente eu gostaria este filme magnifico, enfim convido todos a rever esta obra de arte se possível aposto que todos iram gostar!

Abraços!



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h07
[] [envie esta mensagem]


 
   Nós Temos Cultura?

Lembrei de uma coisa recentemente ao rever o desenho do Procurando Nemo em DVD!

O desenho é muito bom nem vou entrar em detalhes sobre ele, mas digo que é uma pena este ser o penúltimo desenho da parceria Disney – Pixar, sendo o ultimo Os Impossíveis!

Mas o meu filho Fernando de 10 meses não gostou nem um pouco do Nemo! rsss

Mas vamos lá , talvez tenha sido impressão minha mas todo filme com DVDs duplos onde o disco dois é puro extra que eu peguei na locadora. O disco um o do filme se você olhar atras ele está sabe malhado marcas de dedos (impressões digitais! Rsss) , riscos enfim realmente usado e porque o disco dois o dos extras não tinham marcas nenhumas como se nunca tive-se sido usado???

Será que a grande maioria das pessoas não ligam para os extras??

Ou tem maior cuidado com o disco dois que nem o deixam riscados?? Rssss

Mas acho que é falta de interesse mesmo ou até falta de habito, pois não sabem eles o que perdem, tantos extras, informações legais, no caso do desenho do Nemo por exemplo é fantástico você assistir ao desenho com comentários dos diretores e muitos outros extras legais!

Bom eu acho que por essa e outras razões a Warner não quer lançar as versões estendidas do Senhor dos Anéis no Brasil e outras séries em DVD também tipo Babylon 5!

O Brasileiro não tem habito de ler, e agora também não tem habito de ver extras de DVDs e muito menos comprar e ter em casa séries de TV???

Mas como os gringos gostam de generalizar a gente, basta voce acompanhar a programação das tvs a Cabo nossa tem cada gafe eles pensam que a América latina inteira fala castelhano! Rsss

Então para eles acharem todos sem cultura não falta nada! Rsss

Para!! Chega nem sei porque esse post foi parar neste obscuro lado controverso! Rsss

Abraço a todos!



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h49
[] [envie esta mensagem]


 
   Star Wars - Episódio III - Revenge of the Sith

Enfim revelado o subtítulo do Episódio III da saga Star Wars, criado por George Lucas e revelado pelos produtores no ultimo sábado na famosa San Diego Comic-con!

Será que o título em português será mesmo "A Revanche dos Sith" estou curioso pela definição da versão nacional para o subtítulo!?

 

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 09h46
[] [envie esta mensagem]


 
   Augustus - O Primeiro Imperador

Augustus - O Primeiro Imperador (Imperium - Augustus) - 2003 – Drama

Diretor: Roger Young, Alemanha/Itália

O filme começa no ano 42 a.C., com o império em meio a uma guerra civil. Augustus (Peter O’Toole), quando ainda jovem, ajuda Júlio César a derrotar as tropas de Pompéia em terras espanholas. César honra seu filho adotivo vom uma entrada triunfal em Roma e e, seguida o envia à Grécia. Lá, Augustus recebe a notícia do assassinato de Júlio César, o que o leva a retornar a Roma. Em aliança com Marco Antônio, ele conquista o apoio do povo e do poder político e combate os conspiradores. Tem início uma onda de execusões que praticamente extingue a antiga casta dominante.

Filme por demais interessante uma produção da Italiana Rai e um estudio Alemão, que prezaram mais a história e os fatos do que efeitos especiais e mostram nesta produção a carreira e vida de Augustus o primeiro Imperador de Roma, adorei a atuação do Peter O’Toole mostra muito vigor na interpretação deste monarca, destaque também para o elenco jovem nos flash backs onde Augustus conta a sua história a sua filha Júlia!

Vale muito pelo teor histórico este filme, claro salvo as gafes naturais das adaptações históricas, mas percebi muito cuidado e esmero nesta boa biografia visual!



Escrito por Gandalf the Wizard às 15h16
[] [envie esta mensagem]


 
   O NAPOLEÃO DO CRIME

      

                                                          A duquesa Georgiana de Devonshire

                                                           óleo de Thomas Gainsborough (1787)

                       

O NAPOLEAO DO CRIME

"A vida de Adam Worth, o ladrão mais genial do século XIX"

Bem Macintyre,

Companhia das Letras, 2000

Mais uma vez seguindo as dicas do grande Gabriel (9572-7740 - SP), grande amigo e livreiro oficial de sempre segue aí mais uma vez o celular dele para os amigos de São Paulo!

Acabei de pegar com ele por uma enorme pechincha este livro da Companhia das Letras lançado em 2000!

Bom como sempre transcreverei aqui a sinopse da contra capa do livro, mais a frente trarei outros comentários!

Sinopse da contra capa!

"Maio de 1876. Na Calada da noite, dois homens caminham pela Old Bond Street, no coração de Londres. Eles param em frente ao número 39B e preparam-se para a ação: Um deles junta as mãos em estribo, o outro sobre e rapidamente transpõe o muro. Minutos depois, no interior do edifício, alguns cortes bastam para que o ladrão destaque a tela da moldura e remova o valioso retrato da Duquesa. O objeto da operação é uma troca de favores. Quando o dono da galeria gentilmente presta um serviço ao distinto cavalheiro norte-americano que roubou a tela, o quadro será devolvido e o proprietário ganhará muito dinheiro expondo a obra recuperada. Mas como o acaso tem seus reveses, serão necessários 25 anos para que o retrato volte às mãos do legítimo dono – e mais de cem para que se conheça a verdadeira história de Adam Worth, a maior mente criminosa do século passado. Uma biografia em que planos e assaltos fabulosos mostram como a vida no submundo pode ser muito mais mirabolante do que a imaginação dos escritores é capaz de conceber."

Sinopse das abas do livro!

"O pintor Thomas Gainsborough talvez pudesse imaginar que o retrato da duquesa Georgiana de Devonshire, de sua autoria, suscitasse acaloradas discussões por conta da modelo, conhecida pelo hábitos dissolutos em fins do século XVIII. Mas certamente nunca lhe ocorreu que o quadro seria objeto de uma história fantástica: não bastando o desaparecimento que durou décadas, no início do século XIX, ele foi roubado mais tarde, em 1876, logo depois de ter sido milagrosamente reencontrado.

Alarde geral: que espécie de ladrão seria ousado a ponto de invadir a prestigiosa galeria de arte Agnew, em Londres, e levar a Duquesa, o quadro mais caro já vendido até então? Durante 25 anos, o mistério ficou sem solução, e mesmo depois que o quadro foi restituído ao proprietário, quase nada se soube a respeito da identidade do ladrão. Só recentemente, no final do século XX, o enigma foi decifrado. Ben Macintyre responde às perguntas "quem?" e "por quê?" revelando uma extensa lista de delitos cometidos pelo mesmo homem: Adam Worth, o Napoleão do crime.
Mais conhecido como Henry J. Raymond, Adam Worth não foi um ladrão qualquer. O próprio William Pinkerton, o mais famoso detetive do século XIX, não disfarça a admiração pelo bandido que começou como punguista e não tardou a liderar assaltos a bancos e trens sem deixar nenhuma pista. Pinkerton é incapaz de conter o elogio à "ética" deste "Napoleão", cuja lealdade aos subordinados foi a causa de sua derrocada e cujo horror à violência o distinguiu dos criminosos de seu tempo.
Típico homem da era vitoriana, o milionário Raymond/Worth - bandido internacional por vocação, mas "homem de bem" até a morte - mostra-se dúbio como a sociedade em que brilhou. Quem mais, além de Worth, poderia servir de modelo a Sir Arthur Conan Doyle na criação do arquiinimigo de Sherlock Holmes, o professor Moriarty?
"



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h55
[] [envie esta mensagem]


 
   LINHA DO TEMPO

LINHA DO TEMPO

Time Line, EUA/2003

Richard Donner

Filme baseado no livro homônimo do escritor Michael Crichton (Escritor de livros como Jurassic Park, Congo, A Esfera, Assédio Sexual, e também criador da série E.R. (Plantão Médico) entre outros livros).

Já de antemão vou dizendo que não li o livro A Linha do Tempo, fato este que está me deixando muito puto, porque fiquei com uma impressão do filme que ficou tão cortado e editado me lembrando até mesmo outra adaptação de um outro livro do Crichton para o cinema (13º Guerreiro).

Mas é só uma impressão mesmo o filme tem um ritmo bem legal e interessante e se mostrou na minha opinião bem feito e com efeitos bem legais e não muito exagerados. Com atuações medianas de alguns atores, mas que não estraga o desenrolar da trama, trilha sonora interessante de Jerry Goldsmith nada genial mas se mantém no clima!

Bom o filme se passa no coração do belíssimo Vale Dordogne na França onde um grupo de arqueólogos estão escavando as ruínas do Castelo La Roque, um monastério e algumas estruturas na vila de Castlegard, sendo aqui o ponto de partida para a trama toda!

O professor Edward Johnston (Billy Connolly) começa a suspeitar de seus patrocinadores a empresa ITC (International Technology Corporation) e vai ao encontro de Robert Doniger (David Thewlis) na sede da empresa no Novo México. Enquanto desta viagem do professor Johnston seus alunos descobrem uma câmara que estava lacrada há mais de 600 anos André Marek (Gerard Butler) e Kate Ericson (Frances O’Connor) descem até lá e em sua busca acabam encontrando uma lente bi-focal – objeto este que não que não poderia ter sido inventado na época do fechamento da câmara a 600 anos atras e encontraram também um pergaminho com um pedido de socorro do próprio professor Johnston que havia ido ao Novo México apenas a dois dias, só que este pedido de socorro está datado de nada mais nada menos que abril de 1357!

Então determinados a descobrir e resolver o mistério todo os alunos seguem para a sede da ITC no Novo México, chegando lá descobrem uma invenção da empresa que se destinava a transportar objetos tridimensionais de um local ao outro no intuito de revolucionar os transportes de objetos e correios! Só que inadvertidamente o experimento abriu um portal com o século XIV, experimento este que o professor Johnston logo quis experimentar e ficou preso bem no meio de uma batalha medieval entre os Franceses e Ingleses pela tomada do Castelo La Roque. Então os alunos partem para salvar o professor e se vem diante do passado real de suas escavações!



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h58
[] [envie esta mensagem]


 
   CENAS MEMORAVEIS

O meu grande amigo mestre Cid do site Cinema de Bairro propos uma enquete das mais interessantes e eu respondi a ele e resolvi postar a mesma aqui no blog a minha resposta a enquente que é:

AS TRÊS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DO CINEMA?

Na minha humilde opinião de fã de cinema ai vão as minhas cenas prediletas! 

CENA UM:

MOBY DICK, John Huston, 1956

Cena em que o Capitão Ahab (Gregory Peck) está preso ao corpo do seu algoz a grande baleia branca Moby Dick , ele está amarrado de tal forma ao corpo da baleia que quando ela entra e sai da agua com ele (Ahab) preso ao corpo, da a impressão que ele está acenando com o braço que está livre, uma espécie de adeus, despedida! Demais!!! 

CENA DOIS:

A FELICIDADE NÃO SE COMPRA, It´s a Wonderful Life, Frank Capra, 1946

James Stewart (George Bailey) correndo pelas ruas cheias de neve gritando feliz natal a todos que ele encontrava pelo caminho! Obrigado mestre Capra por esta cena! 

CENA TRÊS:

ENCOURAÇADO POTEMKIM, Battleship Potemkin, The / Bronenosets Potyomkin, Sergei M. Eisenstein, 1925

Memoravel cena em que o carrinho de bebe desce as escadarias sozinho em meio ao tumulto e ao tiroteio! Que cena!

Agora vou acrescentar um Quarta cena puxando a sardinha pro meu lado pessoal!

CENA QUATRO:

O SENHOR DOS ANÉIS – A SOCIEDADE DO ANEL, The Lord of the Rings – The Fellowship of the Ring, Peter Jackson, 2000

Cena em que o feiticeiro Gandalf (Ian McKellen) luta contra o Balrog (Valaraukar) o dêmonio de fogo dos tempos antigos na ponte das Minas de Mória (Khazad-Dum)!!!!

Nunca imaginei essa cena tão bem feita em anos lendo e relendo o livro e inumeras ilustrações de artistas famosos, mas mesmo assim a cena me surpreendeu e muito (e o Balrog tem asas sim e pronto! Rssss), valeu Peter Jackson por esta cena memoravel! "You shall not pass!"

Abraço a todos e espero o comentário de todos e alguma cena que vocês gostem também!

  



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h47
[] [envie esta mensagem]


 
   Elvis, Pink Floyd, Rush no Multishow

No mês do Rock o canal da tv acabo Multishow está dando um verdadeiro show!

Na segunda feira passou o show do Rush no Rio de Janeiro, na quarta passou um especial com o Pink Floyd e outro com o Rei Elvis Presley!

E tem muitos mais show para este mês ainda!

Live Long and Prosper Rock!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 17h49
[] [envie esta mensagem]


 
   Revelações

REVELAÇÕES – (The Human Stain)

Robert Benton, EUA, 2003

Essa é uma história que eu gostaria de ter lido o livro do Phillip Roth "The Human Stain – A Marca Humana"!

O filme traz a história de um professor Coleman Silk (Hopkins) que está um pouco duro de engolir como um judeu americano, professor este que tem um segredo em seu passado capaz de mudar e muito a sua vida na pequena cidade onde vive em New England. Silk (Hopkins) perde seu emprego de reitor e professor por causa de um declaração em sala de aula, quando chega em casa a esposa Lisa Silk (Anne Dudek) ao receber a noticia do motivo da demissão fica nervosa e acha uma injustiça e acaba falecendo (coração!) e levando Silk (Hopkins) a um outro patamar de sua vida. Silk depois de algum tempo acaba se envolvendo com uma faxineira Faunia Farley (Kidman) meio exagerada tentando convencer como faxineira, mas muito problemática e com um ex-marido Lester Farley (Ed Harris) que vive atras dela. Quando o romance é descoberto o segredo de guardado por muito tempo explode com grandes conseqüências, seu amigo e escritor Nathan Zuckerman (Gary Sinise) resolve pegar a história da vida de silk e fazer um livro ou biografia tentando reconstruir a vida deste homem e também tentando entender o que ele planejou esconder este tempo todo!

Adorei muito a parte do filme onde se tem os Flashbacks da vida jovem de Silk, ótimas atuações do elenco!

Realmente posso Ter entendido tudo errado neste filme interessante, mas verei novamente e ire procurar o livro, pois se trata de um história muito interessante!

Abraços.



Escrito por Gandalf the Wizard às 12h14
[] [envie esta mensagem]


 
   Na Roda da Fortuna

Na Roda da Fortuna (The Hudsucker Proxy)

Grande canal USA da TV a cabo Net, dia desses em sua sessão USA Movie, qual não foi a minha surpresa ao se deparar com este filme que para mim é maravilhoso dos irmãos Coen (Joel diretor e Ethan produz) ambos escrevem e assinam o roteiro e ainda com uma mão do senhor Sam Raimi no roteiro que da um ritmo não muito normal(rsssss), roteiro este que é satírico e cheio do humor negro dos irmãos Coen).

Filme lançado em 1994 e cheio de referências aos filmes clássicos do mestre Frank Capra, cinema de gente grande com fotografia, trilha sonora, cenários e atuações belíssimas.

Norville Barnes (Tim Robbins excelente na minha opinião), jovem recém formando em administração em uma faculdade do interior, chega a cidade grande cheio de sonhos e esperanças e com uma idéia de um projeto, brinquedo maluco "sabe para as crianças" (rsss), mas que acaba sendo envolvido logo em um trama corrupta de uma grande corporação onde ele consegue emprego de entregador de correspondência no sub-sub-solo da empresa. (Ele era formado e tal mas não tinha experiência tão pedida na cidade grande, cheia de concorrência).

Trama corrupta, envolvimentos com corporações (mais Frank Capra!! Rssss).

Falando em Capra, a sequência abertura do filme neve caindo e outra passagem do personagem de Robbins correndo pelo neve porque será que me vem a cabeça "A Felicidade não se Compra"??? rsssss

Além de Tim Robbins como Norville Barnes temos ainda a grande participação de Paul Newman como o executivo corrupto e também Jennifer Jason Leigh como uma jornalista que só pensa na carreira.

Como descrever um filme como este onde tudo se encaixa em um ordem perfeita, a Nova York dos anos 50 é um deslumbre visual uma perfeita história em quadrinhos!

Bom para quem viu é um deslumbre visual, sonoro de encher os olhos e para quem não viu é um ótima dica de um bom filme subestimado por muitos!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h43
[] [envie esta mensagem]


 
   Mestre Isaac Asimov

Isaac Asimov (1920 - 1992)

Biografia

Isaac Asimov nasceu em um gueto (Petrovichi) da cidade russa de Smolensk no dia 02 de janeiro de 1920 . Foi com sua família para os EUA em 1923 sendo criado em Nova York no bairro do Brooklyn.

Dedicou sua vida para a divulgação científifca e a criação de obras de ficção científica. Escreveu sua primeira obra, um conto, aos quinze anos. Aos dezoito anos conseguiu vender seu primeiro conto para a revista Amazing Stories. Asimov publicou mais de 260 livros durante sua vida, sendo cerca de cinquenta romances e mais de duzentos livros de divulgação científica. Sua linguagem simples e característico senso de humor abriu as portas da ciência e das descobertas científicas para um público leigo.

Asimov também é famoso por suas obras envolvendo robôs (palavra criada por ele). Nestas obras ele introduziu as Três Leis Fundamentais da Robótica.

Primeira Lei - Um robô não pode causar dano a um ser humano nem , por omissão, permitir que um ser humano sofra.

Segunda Lei - Um robô deve obedecer às ordens dadas por seres humanos, exceto quando essas ordens entrarem em conflito com a Primeira Lei.

Terceira Lei - Um robô deve proteger sua própria existência, desde que essa proteção não se choque com a Primeira nem com a Segunda Lei da robótica.

Ele criou estas leis para gerar uma nova visão a respeito dos robôs, pois muitos críticos viam nas máquinas um futuro apocalíptico. Asimov por outro lado vê nos robôs, computadores e máquinas um meio útil de libertar o ser humano para tarefas mais criativas.

Publicações mais conhecidas:

  • 1950 - Pebble in the Sky (Seixo no céu) : Terceiro romance sobre o Império.
  • 1951 - The Star , like Dust (As estrelas como poeira): O segundo romance sobre o Impéiro e a Fundação.
  • Foundation (Fundação): Segundo romance sobre a Saga Fundação, reune uma coletânia de contos que foram publicadas entre 1942 a 1944.
  • 1952 - The currents of Space (As correntes do Espaço): Primeiro romance sobre o império (A ordem cronologica da estória não segue a ordem cronologica dos lançamentos dos livros)
  • Foundation and Empire (A fundação e o império): O terceiro romance sobre a Fundação composta de dois contos que foram publicados primeiramente em 1945.
  • 1953 - Second Foundation (Segunda Fundação): Não confundir com Fundação dois. O quarto romance sobre a Fundação, composto de dois contos que foram publicados em 1948-49.
  • 1954 - The Caves of Steel (As cavernas de aço): Primeiro romance sobre robôs.
  • 1957 - The Naked Sun (O sol nú): Segundo romance sobre robôs.
  • 1982 - Foundation's Edge (A beira da Fundação) : Publicado no Brasil como Fundação II. Este é o quinto romance da Saga Fundação.
  • 1983 - Foundation and Earth (Fundação e a Terra): Sexto romance da Saga Fundação (Publicado no Brasil).
  • The Robots of dawn (Os robôs do amanhecer): Terceiro romance sobre robôs (publicado no Brasil)  
  • 1985 - Robots and Empire (Os robôs e o Império): Quarto romance sobre robôs.(publicado no Brasil)
  • 1988 - Prelude to Foundation (Prelúdio da Fundação) : Primeiro romance da saga fundação, porém públicado por último (publicado no Brasil).

 No Brasil também foram publicados as seguintes obras de Asimov:

Nemêsis , As cavernas de marte, Caça dos robôs, Fim da Eternidade, Nós os maricanos, O futuro começou, O homem bicentenário, Oito-dois-sete era galáctica, Os oceanos de Vênus, Para onde vamos?, A Terra tem Espaço, As correntes do espaço, Despertar dos deuses, Júpiter á venda, O cair da noite, O grande sol de Mercúrio, O robô de Júpiter, Os anéis de Saturno, Os Robôs, Vigilante das estrelas, Nós, robôs!

  



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h10
[] [envie esta mensagem]


 
   Eu Robô!

 

Eu Robô com Will Smith dirigido por Alex Proyas, ta eu sei que é apenas inspirado ou levemente inspirado na obra do grande mestre Isaac Asimov, mas pelo amor de Deus será que pelo menos as "Três Leis da Robótica" estarão presentes????? Cérebros Positrônicos ????

Se alguém viu o trailer por favor comente as suas impressões, ainda não consegui ver o trailer!!! (Help!! rsssss)

Abraços!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h46
[] [envie esta mensagem]


 
   Leonardo da Vinci

Pintor, Arquiteto, Engenheiro e uma outra infinidade de coisas podem ser atribuídas a este homem!

Lendo o livro "Os Bórgias" que estou para finalizar qual não foi a minha surpresa ao se deparar com o Maestro que foi solicitado para descobrir ou sugerir um modo de invadir a fortaleza da cidade de Faenza! Então da Vinci sugere o projeto de uma torre fantástica que poderia facilmente invadir um castelo com muros de uma altura de até 12 metros! Mas em uma genialidade grandiosa aconselha ao Capitão-Geral do Exército Papal César Bórgia a espalhar o boato de que sua torre poderia facilmente transferir os soldados sitiantes para dentro do castelo que tinha muros de apenas 10 metros de altura! Da Vinci instrui César Bórgia a construir a torre bem a vista das fortificações do castelo. Os sitiados tomam uma providência que é começar a amontoar pedras sobre o muro para impedir a alta torre de transponir os muros, só que está era justamente a atitude que o inventivo da Vinci queria dos sitiados, amontoando as pedras sobre os muros, este se tornaria pesado e sem um reforço ideal em sua base se tornaria frágil a um ataque de artilharia que contava com 90 canhões...!

Assim a nova torre de invasão foi tão fantástica que nem precisou ser usada nesta cidade pelo menos, pois foi apenas uma distração e um ardil sugerido por da Vinci ao Capitão-Geral.

Desculpem me empolguei e contei um pequeno trecho do livro "Os Bórgias" espero não Ter estragado e sim aguçado a curiosidade de todos!



Escrito por Gandalf the Wizard às 11h30
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

HISTÓRICO
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005
 01/03/2005 a 31/03/2005
 01/02/2005 a 28/02/2005
 01/01/2005 a 31/01/2005
 01/12/2004 a 31/12/2004
 01/11/2004 a 30/11/2004
 01/10/2004 a 31/10/2004
 01/09/2004 a 30/09/2004
 01/08/2004 a 31/08/2004
 01/07/2004 a 31/07/2004
 01/06/2004 a 30/06/2004
 01/05/2004 a 31/05/2004
 01/04/2004 a 30/04/2004



OUTROS SITES
 Fada Azul
 Impressões de ontem
 Spoiler - Isto é Cinema!
 Drivein
 Fiteiro
 Vindaloo
 Mais do Mesmo!
 Devaneios da Linda
 Ramses Séc. XXI
 Sabor de Amor
 Nobre Dama Pam
 Um Lindo Sonho
 Colcha de Retalhos
 Fraseando
 Há Controvérsias!!
 Sheherazade
 Opinião Tupiniquim
 Realidade Torta
 Dubalai
 PUB 66