Gandalf the Wizard
   Babylon 5 - Nota Especial

Aos fãs da saudosa Série Babylon 5 segue uma nota triste!

O ator Richard Biggs que interpretava do Dr. Stephen Franklin faleceu em Maio aos 44 anos, segundo informações do site oficial de J. Michael Straczynski criador da série ele faleceu por problemas na artéria Aorta!

Formado em teatro pela Universidade do Sul da Califórnia, além de ator, Biggs tornou-se professor de atuação e dedicava a maior parte de seu tempo livre à arrecadação de fundos para uma escola que atende crianças surdas e mudas. Surdo de um ouvido e com audição apenas parcial no outro, Biggs sabia desde os treze anos que um dia perderia completamente esse sentido.

Biggs também atuou em peças de teatro e na novela Days of Our Life!

O ator deixa esposa e dois filhos.

Em nota J. Michael Straczynski lamenta o falecimento do amigo "honrado e presente, sempre de muita ajuda e incentivador de todos; com um sorriso constante, estava sempre determinado a fazer o que fosse para ver seu trabalho pronto".

Faço uma pequena e singela homenagem a este grande ator transcrevendo aqui a:

"Declaração dos Princípios de G'Kar para a Aliança Interestelar"

"O Universo fala em muitos idiomas, mas em uma só voz."
"O idioma não é Narn, ou Humano, ou Centauri, ou Gaim, ou Minbari."
"Ele fala no idioma da esperança."
"Ele fala no idioma da confiança."
"Ele fala no idioma da força e no idioma da compaixão."
"É o idioma do coração e o idioma da alma."
"Mas sempre, é a mesma voz."
"É a voz de nossos antepassados falando por nós"
"E a voz de nossos herdeiros esperando nascer."
"É a voz imóvel pequena que diz nós somos UM."
"Não importa o sangue, não importa a pele, não importa o mundo,
não importa a estrela, nós somos UM."
"Não importa a dor, não importa a escuridão, não importa a perda,
não importa o medo, nós somos UM".
"Aqui se reuniu em causa comum."
"Nós concordamos em reconhecer esta verdade singular e esta regra singular."
"Nós devemos ser compreensivos um com o outro."
"Porque cada voz nos enriquece e nos enobrece e cada perda nos diminui."
"Nós somos a voz do universo. A alma da criação."
"O fogo que iluminará um caminho de um futuro melhor."
"Nós somos UM."
"Nós somos UM."

Agradecimentos a Nobre Dama Webmaster do site "Aliança Interestelar" Lorna Dannan!

Abraços



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h14
[] [envie esta mensagem]


 
   Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Ficha Técnica
Título Original: Harry Potter and the Prisoner of Azkaban
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 139 minutos

Ano de Lançamento (EUA):
2004
Site Oficial:
www.azkaban.com
Estúdio: Warner Bros. / Heyday Films / 1492 Pictures
Distribuição: Warner Bros.
Direção:
Alfonso Cuarón
Roteiro: Steven Kloves, baseado em livro de J.K. Rowling
Produção: David Heyman
Música: John Williams
Fotografia: Michael Seresin
Desenho de Produção: Stuart Craig
Direção de Arte: Alan Gilmore
Figurino: Jany Temime
Edição: William Kruzykowski e Steven Weisberg
Efeitos Especiais: Double Negative / Industrial Light & Magic / Framestore CFC / Cinesite Ltd. / The Moving Picture Company

Elenco
Daniel Radcliffe (Harry Potter)
Emma Watson (Hermione Granger)
Rupert Grint (Rony Weasley)
Robbie Coltrane (Rúbeo Hagrid)
Alan Rickman (Prof. Severo Snape)
Gary Oldman (Sirius Black)
Michael Gambon (Alvo Dumbledore)
Maggie Smith (Prof. Minerva McGonagall)
David Thewlis (Prof. Remus J. Lupin)
David Bradley (Argus Filch)
Julie Christie (Madame Rosmerta)
Emily Dale (Katie Bell)
Warwick Davis (Prof. Flitwick)
Alfred Enoch (Dino Thomas)
Tom Felton (Draco Malfoy)
Pam Ferris (Tia Marge)
Richard Griffiths (Tio Vernon Dursley)
Robert Hardy (Cornelius Fudge)
Joshua Herdman (Gregory Goyle)
Lee Ingleby (Stan Shunpike)
Matthew Lewis (Neville Longbottom)
Miriam Margolies (Prof. Sprout)
Harry Melling (Duda Dursley)
Devon Murray (Seamus Finnigan)
James Phelps (Fred Weasley)
Oliver Phelps (Jorge Weasley)
Chris Rankin (Percy Weasley)
Fiona Shaw (Tia Petúnia Dursley)
Timothy Spall (Pedro Pettigrew)
Danielle Taylor (Angelina Johnson)
Emma Thompson (Prof. Sybill Trelawney)
Julie Walters (Molly Weasley)
Jamie Waylett (Vincent Crabbe)
Paul Whitehouse (Sir Cardogan)
Mark Williams (Arthus Weasley)
Bonnie Wright (Gina Weasley)
Luke Youngblood (Lino Jordan)

Fui no sábado conferir ao terceiro filme da série Harry Potter e gostei muito do que vi, Alfonso Cuarón e um orçamento de 130 milhões de doletas contribuíram e muito ao meu ver a série pena que o Cuarón não continuará na direção dos outros filmes da franquia, pois ele deu ao filme um ritmo muito bom e tirou ótimas atuações dos atores principais o trio Harry, Rony e Hermione ao meu ver se superaram como atores em interpretações muito melhores do que a dos filmes anteriores, sei que eles estão crescendo e ficando velhos para os personagens, mas é muito fácil se identificar com eles a substituição de alguns ou de todos no decorrer da franquia talvez ao meu ver abale um pouco, por exemplo Michael Gambon como Dumbledore sinto muito na minha humilde opinião não há substituto vivo para o grande Richard Harris falecido em 2002, Gambon não me convenceu como Diretor de Hogwarts talvez ele não tenha tido muita chance nesta história para me convencer quem sabe nos próximos filmes essa impressão melhore!

Outro que ficou muito bom foi o Gary Oldman como o inocente até que se prove o contrário (ou seria o contrário? Rssss) Sirius Black, espero que ele continue no papel nos próximos filmes.

David Thewlis como Prof. Remus J. Lupin foi ao meu ver uma ótima escolha, muito legal a cena da transformação!!! Rsssssss

Emma Thompson como Prof. Sybill Trelawney essa atriz que gosto muito eu realmente não sabia que estava escalada para o papel depois descobri na internet que ela só aceitou fazer o papel a pedido de sua filha de 4 anos!

O visual dos Dementadores foi uma das poucas coisas que me decepcionei estava esperando algo um pouco mais assustador, enfim é um filme muito bom e os cortes feitos no roteiro ao meu ver não foram tão graves e não comprometeram a história!

Mais uma vez gostaria de dizer que o diretor Cuarón deveria ser o diretor de todos não desmerecendo o Mike Newell diretor do próximo, Cuarón foi direto ao que importava na história sem preâmbulos chatos pois muitos estão já familiarizados com a história!

Abraços e Expecto Patronum em todos os Dementadores de plantão! Rsss



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h16
[] [envie esta mensagem]


 
   Simplesmente Amor

Ficha Técnica
Título Original: Love Actually
Gênero: Comédia Romântica
Tempo de Duração: 134 minutos

Ano de Lançamento (Inglaterra):
2003
Site Oficial:
www.loveactually.com
Estúdio: Universal Pictures / Working Title Films / DNA Films
Distribuição: Universal Pictures / UIP
Direção: Richard Curtis
Roteiro: Richard Curtis
Produção: Tim Bevan, Eric Fellner e Duncan Kenworthy
Música: Craig Armstrong
Fotografia: Michael Coulter
Desenho de Produção: Jim Clay
Direção de Arte: Rod McLean e Justin Warburton-Brown
Figurino: Joanna Johnston
Edição: Nick Moore

Elenco
Hugh Grant (Primeiro-Ministro)
Colin Firth (Jamie Bennett)
Siena Guillory (Namorada de Jamie)
Liam Neeson (Daniel)
Lulu Popplewell (Daisy)
Emma Thompson (Karen)
Kris Marshall (Colin Frissell)
Heike Makatsch (Mia)
Martin Freeman (John)
Joanna Page (Just Judy)
Chiwetel Ejiofor (Peter)
Andrew Lincoln (Mark)
Keira Knightley (Juliet)
Nina Sosanya (Annie)
Martine McCutcheon (Natalie)
Laura Linney (Sarah)
Thomas Sangster (Sam)
Alan Rickman (Harry)
Rodrigo Santoro (Karl)
Rowan Atkinson (Rufus)
Claudia Schiffer (Carol)
Bill Nighy (Billy Mack)
Gregor Fisher (Joe)
Rory MacGregor (Engenheiro)
Carla Vasconcelos (Sophia Barros)
Shannon Elizabeth (Harriet)
Denise Richards (Carla)

Comédia romântica ??? Situações da vida real?? Só sei de uma coisa este filme merece ser visto mais de uma vez , pois são tantas pequenas histórias e situações entrelaçando-se em uma história principal que nossa a tempos, acho que desde Quatro Casamentos e um Funeral não assistia a um filme tão legal, interessante e possível! E recheado com excelentes atores e atrizes e até mesmo a participação muito boa se comparando ao Panteras Detonando de Rodrigo Santoro foi tão boa que o grande Robert Redford quer fazer um filme com ele! (Parabéns Rodrigo).

Destaco as histórias com o Hugh Grant e a do Liam Neeson e seu filho Samuel sendo as que chamaram mais a minha atenção, mas todas as outras foram muito boas também, Bily Mack cantando o sing de natal (show)!

Excelente filme de estreia do diretor Richard Curtis que também assina a direção!

Abraços.



Escrito por Gandalf the Wizard às 11h59
[] [envie esta mensagem]


 
   Mario Puzo - Os Bórgias

Todo mundo merece ler não é mesmo e ser comprar o livro for com desconto melhor ainda então vai aí uma dica pra quem é se São Paulo, o grande Gabriel o meu livreiro oficial tem uma banca lá no centro de Sampa que tem de tudo de livros de Auto-Ajuda até Zibia Gaspareto, qualquer coisa liguem para o Gabriel e ele arranja (Cel: 9572-7740)!

Peguei ontem a tarde com ele este belo livro do Mário Puzo, Os Bórgias estou apenas da página 70 então vou transcrever aqui a sinopse que está na contra capa do livro, quando terminar de ler mando aqui um post com o meu resumo!

"Mario Puzo consagrou-se entre os leitores e críticos de todo o mundo como seus romances sobre a Máfia. Apaixonado pelo tema, pesquisou as origens dessa organização criminosa e, nessa busca, viajou até a Itália do século XV. Lá descobriu a família Bórgia, liderada pelo Cardeal Rodrigo Bórgia, um homem ambicioso e sem escrúpulos, que usou todos os meios para alcançar seus objetivos. Ao ser eleito papa, com o nome de Alexandre VI, Rodrigo consolida seu poder em uma grande rede de alianças criminosas, que deu origem à grande família mafiosa imortalizada, séculos depois, pelo próprio Puzo em romances como O Poderoso Chefão. Os Bórgias é um romance histórico empolgante. Um retrato das origens do crime organizado que merece figurar entre os melhores livros da carreira de Mario Puzo."

Bom esse foi a pequena sinopse que segue junto ao livro!

Abraços



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h10
[] [envie esta mensagem]


 
   O Caso das Máscaras de Chumbo

Como muitos ontem fiquei com a esposa assistindo ao penúltimo capitulo da novela ! rsss (Eu acho que o Renato matou o tal do Lineu! rsss) Mas depois da novela passou o programa Linha Direta que nunca fui muito chegado mas ontem a chamada foi de um apelo total para mim pois se tratava de um caso muito curioso ocorrido no Rio De Janeiro em 1966 e que 38 anos depois continua sem solução!

Este caso só chamou a minha atenção por se tratar de um caso sem solução não apenas isso mais sim os fatos envolvendo as duas mortes!

Segue um breve resumo:

Em 1966 dois técnicos em eletrônica saem da cidade de Campos no Rio de Janeiro com a desculpa oficial para seus familiares que estavam indo a São Paulo comprar peças (eletrônicas) isso seria segundo eles mais barato e também comprar um carro. Foram encontrados ambos mortos no topo do morro do Vintém cidade de Niterói também no Rio sem mostras de ferimentos de nenhuma espécie, mas ambos tinham ao lado do corpo uma estranha máscara de Chumbo, várias hipóteses foram levantadas sobre o possível caso, teriam eles se envolvidos em um experimento religioso espiritual mal sucedido, teriam sido envenenados por ordem deste experimento, teriam sido vítimas de um roubo perfeito ou em ultima hipótese sofrido um encontro de terceiro grau com seres extraterrestres???

Foram feitas as devidas autópsias (Necrópsias), mas estas foram bem estranhas em seus resultados, pois não houve a principio um atestado de óbito, não sabendo a causa mortis, por motivos de extensa necrose e total apodrecimento das viceras segundo o próprio técnico legista, também não podendo se provar um envenenamento!

Enfim o caso não tem solução até os dias de hoje até um renomado ufólogo Canadense este no lugar em 1980 tirando algumas conclusões interessantes, mas não ajudando muito no caso. Mas um bilhete encontrado junto aos corpos ainda é um mistério ("16,30hs está no local determinado 18,30hs ingerir cápsula, após efeito proteger metais aguardar sinal máscara".) !!!!

Parabéns a Rede Globo foi uma simulação primorosa digna de um episódio do Arquivo X, realmente foi levantado muitos dados e hipóteses e a investigação foi primorosa abordando membros das famílias envolvidas, oficiais envolvidos no caso e até mesmo uma entrevista com o Ufólogo Canadense. Muito bem feito merece até um reprise!

 

 

 

 

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h17
[] [envie esta mensagem]


 
   Império do Sol

Ficha Técnica
Título Original: Empire of the Sun
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 155 minutos

Ano de Lançamento (EUA):
1987
Estúdio: Warner Bros. / Amblin Entertainment
Distribuição: Warner Bros.
Direção:
Steven Spielberg
Roteiro: Tom Stoppard, baseado em livro de J.G. Ballard
Produção: Kathleen Kennedy, Frank Marshall e Steven Spielberg
Música: John Williams
Direção de Fotografia: Allen Daviau
Desenho de Produção: Norman Reynolds
Direção de Arte: Rick Carter e Fred Hole
Figurino: Bob Ringwood
Edição: Michael Kahn
Efeitos Especiais: Industrial Light & Magic

Elenco
Christian Bale (Jim Graham)
John Malkovich (Basie)
Miranda Richardson (Sra. Victor)
Nigel Havers (Dr. Rawlins)
Joe Pantoliano (Frank Demarest)
Leslie Phillips (Maxton)
Masatô Ibu (Sargento Nagata)
Emily Richard (Mãe de Jim)
Rupert Frazer (Pai de Jim)
Peter Gale (Sr. Victor)
Ben Stiller (Dainty)

O interesse do diretor de O Resgate do Soldado Ryan, A Lista de Schindler e Band of Brothers, Steven Spielberg, pelo período da Segunda Guerra Mundial já era revelado no filme O Império do Sol. Baseado no romance autobiográfico de J.G. Ballard, o enredo concentra os elementos humanos nos olhos de James Graham (Christian Bale, de Adoráveis Mulheres e Shaft), um garoto de 11 anos que vivência os conflitos da guerra. O filme recebeu indicação ao Oscar em seis categorias.

Jim é um apaixonado por aviões e pelo sonho de pilotar, residindo na parte inglesa de Xangai com os pais diplomatas. Jim presencia a sua vida ser drásticamente mudada pela invasão Japonesa em 1941.


Separado dos pais e desesperado por comida, ele é quase atropelado por Frank (Joe Pantoliano, de Os Goonies e Ninguém Segura Este Bebê) que leva o menino até seu chefe Basie (John Malkovich, indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Na Linha de Fogo e Um Lugar no Coração) uma dupla de mercadores americanos que tenta vender tudo o que encontram. Inicialmente, eles até tentam vender Jim, mas não há compradores.
Logo os três são capturados e levados para o campo de prisioneiros Soo Chow, localizado próximo a uma base aérea chinesa. Lá, Jim começa a reconstruir sua vida tal como era, trazendo dignidade para seus companheiros de infortúnio.

Com toda a dura realidade da guerra e da sobrevivência em um campo de prisioneiros Jim continua com seu instinto de criança e sua grande paixão por aviões. Mas quando a base área militar Japonesa que fica ao lado do campo de prisioneiros é bombardeada pelos americanos Jim se vê diante da sua maior paixão os aviões e de ser um piloto. Deixar de lado os horrores da guerra e do momento em que vive para simplesmente admirar os Pilotos dos P-51 (Cadilacs do Céu), não pelo ato de estar bombardeando e destruindo a vida dos Japoneses, mas sim admirar pelo simples mérito de serem pilotos a singrar os céus. Em uma cena totalmente ao estilo sentimental e criticado por muitos Spielberg conseguiu dizer muito, sobre felicidade de uma criança frente a sua paixão, a realidade da sangrenta guerra e também a amizade entre Jim e o Dr. Rawlins (Nigel Havers, de Carruagens de Fogo).

Mas um destaque a trilha sonora do grande Mestre John Willians parceiro de sempre do Spielberg. Bom esse filme juntamente com A.I. Inteligência Artificial foram os dois que vi no fim de semana e ambos passaram na TV a cabo!!!!



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h05
[] [envie esta mensagem]


 
   De Phazz - Death by Chocolate

Estava ouvindo este CD que gosto muito ontem a noite quando me deparei com esta crítica sobre essa banda Alemã chamada De Phazz, nossa destaco as faixas "Something Special" e "Online" como as que gosto mais, mas segue a crítica totalmente detalhada que encontrei em um site do UOL de um critico de verdade e não de um curioso como eu! rssssssss

(Parece, mas não é. A frase resume o espírito do terceiro CD, "Death by Chocolate", do grupo alemão De-Phazz, que está saindo neste mês no mundo todo. São 16 faixas originais, sem samples, embora você tenha a sensação de ter ouvido todas elas em uma outra ocasião. Conta com músicos e instrumentistas competentes, embora nenhum se destaque (salvo os vocalistas) nesta produção impecável, melodiosa e agradabilíssima.

Cheio de fragmentos sonoros, pedaços de vocais e instrumentação jazzística, o álbum é uma brincadeira suave situada no universo do
acid jazz, com letras que fazem referências irônicas ao mundo pop.

Formada pelo produtor e músico
Pit Baumgartner em 1997, De-Phazz não é uma banda no sentido tradicional. Além do próprio Baumgartner, um meticuloso produtor, a base da banda nestes três álbuns (todas pela gravadore Mole) tem sido Karl Frierson e Barbara Lahr nos vocais, e Otto Engelhard no trombone e teclados. Outro colaborador fixo é o percussionista e vocalista Roy George Randolph, que é metade cubano (e que mostra isso na faixa título e em "Roy's Choice").

A faixa de abertura, "Heartfixer", tem um naco de vocais (não sampleados) que lembram Billie Holiday. O som parece o acid jazz do
Us3, mas de súbito surge um break ambiental, mais parecido com trilha sonora de um drama existencial do que o clima jazzístico predominante no disco. Parece nova bossa (não bossa nova!) com elementos de drum & bass, embora não seja nem uma, nem outra. O som é percussivo, com elementos de dub, mas não é latino, reggae, nem tribal.

Na faixa "Something Special", a vocalista
Pat Appleton brinca: "If there's no chance to reach you / no bridge, no boat, no stones / then I would swim the waters / just like Brian Jones" (Se não houvesse chance de te encontrar / nenhuma ponte, nenhum barco, nem pedras / eu nadaria nas águas / assim como Brian Jones)". Num outro trecho: "If I should ever lose you to / someone else one day / I'll sure be diplomatic just like Cassius Clay" (Se um dia te perdesse / para alguém /
certamente seria diplomática assim como Cassius Clay). Fica a graça da letra; a música lembra o circo sonoro do
Kid Creole & The Coconuts e não é muito original.

"Online" é uma lânguida canção com breaks de trompete com surdina, em que Appleton brinca com a semântica do amor na era cibernética. O refrão é um sussurro no vocoder: "Well, you've got to meet me online /
Disconnected for a long time / Well, you've got me meet me online / Download you for a lifetime (Bom, você precisa me encontrar na rede / Desconectada por muito tempo / Fazer o seu download por toda a vida)".

A faixa título, "Death by Chocolate", segue na mesma linha lânguida com orquestração exuberante e em clima lounge, mas sem o vocal de Appleton. Esta canção, assim como "Online", conta com uma produção límpida e
sofisticada de ar retrô e chic. É a trilha perfeita para um dry martini à tarde, num bar da moda. Já em "Trash Box", o vocal de Pat Appleton anima um pouco mais, e dá até vontade de mexer com a azeitona do dry martini.

O vocalista Karl Frierson mostra o seu canto em falsete nas faixas "Sabbatical", "Jim the Jinn" e "Maybe San José". Esta última, uma brincadeira com "Do You Know the Way to San José" de Burt Bacharach: "Leading me on my way / And maybe I'll go to San José (Me guiando em meu caminho / Talvez vá até San José)". É um mambo que até lembra o "Jazz Music" do segundo CD da banda, "Godsdog" de 1999, em que Frierson também canta.

Em "Sabbatical", Frierson canta com ar de superioridade que: "I must admit I'm getting tired / of sitting on my cloud (Tenho que admitir que estou cansado / de ficar na minha nuvem)". A brincadeira nem sempre tem
graça.

Crítico, músico e autor, o inglês
David Toop, fez uma observação sobre a música contemporânea em geral que vale para a música de De-Phazz em particular: "a música, no futuro, certamente será de híbridos de híbridos, de tal maneira que a idéia de rastreá-la para achar sua origem será um anacronismo".

As canções do "Death by Chocolate" são todas inéditas, a maioria delas é de autoria dos próprios integrantes. Talvez a origem das canções, ou mesmo sua inspiração, não importem. O único problema é que a maioria delas pode soar manjada demais.)

(Texto retirado de um site do UOL)

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 11h28
[] [envie esta mensagem]


 
   Inteligência Artificial - A.I.

Ficha Técnica
Título Original: A.I. Artificial Inteligence
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração:

Ano de Lançamento (EUA):
2001
Estúdio: DreamWorks SKG / Warner Bros. / Stanley Kubrick Productions
Distribuição: DreamWorks Distribution L.L.C. / Warner Bros.
Direção: Steven Spielberg 

Roteiro: Steven Spielberg, baseado em conto de Brian Aldriss
Produção: Bonnie Curtis
Música: John Williams
Direção de Fotografia: Janusz Kaminski
Desenho de Produção: Rick Carter
Direção de Arte: Tom Valentine
Figurino: Bob Ringwood
Edição: Michael Kahn
Efeitos Especiais: Industrial Light & Magic

Elenco
Haley Joel Osment (David Swinton)
Jude Law
 (Gigolo Joe)
Frances O'Connor (Monica Swinton)
Jake Thomas (Martin Swinton)
Sam Robards (Henry Swinton)
William Hurt (Professor Hobby)
Jack Angel (Teddy - voz)
Ben Kingsley
 (Narrador)
Chris Rock (Robô comediante - voz)
Meryl Streep
 (Robô azul - voz)
Ashley Scott (Gigolo Jane)
Robin Williams
 (Dr. Saber - voz)
Brendan Gleeson
Daveigh Chase
Clara Bellar

Sinopse
Na metade do século XXI, o efeito estufa derreteu uma grande parte das colatas polares da Terra, fazendo com que boa parte das cidades litorâneas do planeta fiquem parcialmente submersas. Para controlar este desastre ambiental a humanidade conta com o auxílio de uma nova forma de computador independente, com inteligência artificial, conhecido como A.I. É neste contexto que vive o garoto David Swinton (Haley Joel Osment), que irá passar por uma jornada emocional inesquecível.

Agora nem vou falar mais nada apenas queria saber dos amigos o que o Mestre Kubrick teria feito, pois sou fã do Spielberg mas este filme inteiramente feito pelo Kubrick ! rsss



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h33
[] [envie esta mensagem]


 
   Furyo em Nome da Honra

Furyo, em Nome da Honra

Título Original: Merry Christmas, Mr. Lawrence

Gênero: Guerra

Origem/Ano: JAP-ING-NZE/1983

Tempo: 122 min

Direção: Nagisa Oshima

Elenco:

David Bowie...
Tom Conti...
Ryuichi Sakamoto...
Takeshi Kitano...
Jack Thompson...
Johnny Okura...
Alistair Browning...
James Malcolm...
Chris Broun...
Yuya Uchida...
Ryunosuke Kaneda...
Takashi Naitô...
Tamio Ishikura...
Rokko Toura...
Kan Mikami...

transp.gif (45 bytes)Major Jack "Strafer"
transp.gif (45 bytes)Colonel J.Lawrence
transp.gif (45 bytes)Captain Yonoi
transp.gif (45 bytes)Sergeant G.Hara
transp.gif (45 bytes)Group Cap.Hicksley
transp.gif (45 bytes)Kanemoto
transp.gif (45 bytes)De Jong
transp.gif (45 bytes)Celliers' Brother
transp.gif (45 bytes)Celliers aged 12
transp.gif (45 bytes)Com.of Military Prison
transp.gif (45 bytes)President of the Court
transp.gif (45 bytes)Lieutenant Iwata
transp.gif (45 bytes)Prosecutor
transp.gif (45 bytes)Interpreter
transp.gif (45 bytes)Lieutenant Ito

Baseado no livro de Sir Laurens Van der Post, "Furyo - Em Nome da Honra" relata o tenso conflito entre rígidos comandantes japoneses com seu código de ética e conduta Samurais versos seus obstinados prisioneiros ingleses. O ano é 1942 e o mundo está em guerra.

Destaco interpretações muito boas do Capitão Yonoi (Ryuchi Sakamoto) sério e rigido se vê diante de um Oficial Inglês Major Jack Celliers (David Bowie em uma interpretação mediana-fraca, mas não atrapalha o desenrolar da trama, gosto dele mesmo e pronto! Rssss), oficial este que se apresenta ao campo logo após ser condenado em um tribunal o próprio Capitão Yonoi consegue que ele seja transferido para o seu campo de prisioneiros! (Interessante passagem está ao meu ver o primeiro sinal de uma certa atração do Cap. Yonoi por Jack Celliers)!

Destaco também a grande interpretação de Tom Conti como Coronel John Lawrence, atuação cativante e brilhante de um oficial que se vê divido em partes pois ele entende muito bem os dois lados em questão o dos prisioneiros o dos Japoneses e sua cultura forte, antiga e cheia de tradições! (Cenas memoráveis do Mr. John Lawrence e do Sargento Hara (Takeshi Kitano em ótima participação também)!

Enfim gostaria de falar de um outro participante do filme a Trilha sonora criada pelo próprio Cap. Yonoi (Ryuchi Sakamoto) esta trilha é tão presente, tão participante que ela chega a tomar forma! Fui atraído a este filme por causa da trilha em partes ouvi a trilha antes de ver o filme, resultado filme, atuação, direção, fotografia, bom roteiro e trilha sonora se transformam em um filme sensacional na minha opinião, vale apena!

Ah sim o que dizer do DVD achei muito pobre ficou faltando um making-of onde se poderia ter entrevistas com o elenco e principalmente com o polemico diretor Nagisa Oshima (Império dos Sentidos) onde poderia ser dado mais esclarecimentos ou pistas sobre o pano de fundo da atração entre Yonoi e Celliers que fica bem interessante no decorrer da trama!

Ah também tem uma coisa interessante na trilha sonora a faixa Forbiden Collors assinada por Sakamoto e um tal de David Sylvian realmente não conheço este Sylvian mais aquela voz pra mim é do Bowie! Rssssss

Nossa estou muito disperso hoje no comentário desculpem, sono, preguiça! rsss



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h13
[] [envie esta mensagem]


 
   Sobre o Gandalf!

Tem alguns dias que não vejo um filme decente então como já estava planejando falar sobre o personagem Gandalf, reuni algumas passagens interessante da vida deste que sou grande fã!

Gandalf
O Peregrino Cinzento

Datas: Imortal, habita a Terra-média desde o ano 1000 da 3ª Era partindo no ano 3021 da mesma Era.
Raça: Ainur
Divisão: Maiar de Manwë e Varda
Ordem: Istari (magos)
Nomes: Mithrandir, Tharkun, Incanus, Olorin
Títulos: O Cinzento, O Branco, Pelegrino Cinzento

Gandalf é um Maiar, um espírito poderoso que já existia antes mesmo de Arda ser criada. Enquanto residiu um Valinor ele usava o nome de Olórin, e usava seu tempo ajudando Lórien e Nienna. Os Valar desejavam ajudar os Dúnedain e os Eldar restantes da Terra-média, mas sem intervir pessoalmente em suas vidas. Com essa finalidade Olórin juntamente com outros Maiar foram enviados a Terra-média vestindo corpos de mortais e com seu poder reduzido... eles ficaram conhecidos como Istari. De todos os Istari o mais poderoso (no inicio) era Saruman, mas tomado por desejo de poder e inveja de Gandalf ele acabou por cair em ruína. Gandalf trabalhou incessantemente durante os próximos 2000 anos nas lutas das terras do oeste contra Sauron. No ano 1100 os Istari e outros de grande poder na Terra-média se uniram no Conselho Branco, naquele tempo foi percebido que uma sombra negra de grande poder estava se erguendo no sul de Greenwood, e nos próximos 900 anos Gandalf vagou entre as pessoas da Terra-média aprendendo sobre suas terras e seus costumes.

A sombra negra novamente se ergueu em Dol Guldur no ano de 2060, e Gandalf entrou na torre para descobrir o que fosse possível. Nisso ele forçou Sauron para fora deste refúgio onde ele se escondia há 400 anos enquanto aumentava sua força, mas Sauron voltou a Dol Guldur em 2460. O Conselho Branco novamente percebeu a chegada da sombra negra e Saruman foi eleito o cabeça do conselho, contra a decisão de Galadriel que preferiu Gandalf. Mas Gandalf gostou da decisão, pois ela o deixava livre para vagar e descobrir mais sobre esta misteriosa sombra.

Em 2850 Gandalf entrou em Dol Guldur novamente, ele desconfiava que era Sauron quem estava escondido lá. Em Dol Guldur ele encontrou Thráin II, Rei de Erebor exilado por Smaug... ele estava morrendo. Seu último ato em vida foi dar a Gandalf um mapa que deveria ser entregue a seu filho, Thorin Escudo de Carvalho. Durante o próximo ano Gandalf discutiu com o Conselho Branco a necessidade de atacar Dol Guldur o quanto antes, mas Saruman era contra e convenceu o conselho a esperar.

Aproximadamente em 2940, temendo que Sauron atacasse Lórien e que Smaug como aliado atacasse o norte Gandalf juntamente com Thorin foi para Erebor. Nesta aventura tomou parte o Hobbit Bilbo Bolseiro. Estes acontecimentos culminaram na batalha dos cinco exércitos, tendo como resultado a morte de Smaug e de quase todos os orcs das Montanhas Sombrias. Bilbo ao retornar para casa trouxe consigo um anel mágico, que depois foi descoberto ser o Um Anel de Sauron. No ano 3000 Bilbo deixou o condado, e Gandalf pediu aos Guardiões que dobrassem a guarda em torno do Distrito. Ele continuou visitando Frodo (herdeiro de Bilbo) com freqüência nos próximos oito anos. Em 3009 Gandalf inicia a caça a Gollum de quem Bilbo tomou o Anel. Aragorn consegue aprisionar a criatura o deixando prisioneiro em Thranduil sob a custódia dos Elfos.

Após oito anos de busca infrutífera Gandalf decidiu pesquisar os antigos arquivos e livros de Minas Tirith, lá ele encontrou um pergaminho onde Isildur conta como tomou posse do Um Anel... após isso ele retornou com pressa para o Distrito, mas ao chegar em Bree estava sendo procurado por Radagast, e a pedido dele foi visitar Saruman. Chegando lá descobriu que Saruman os estava traindo e planejava se tornar o novo Senhor do Escuro... Gandalf foi feito prisioneiro por quatro dias sendo depois resgatado por Gwaihir, o rei das águias.

Depois quando estava em Lórien foi decidido que Gandalf seria o líder da Companhia do Anel, e durante a travessia de Minas Moria ele caiu juntamente com o Balrog rumo as raízes da montanha. O Balrog o conduziu até os degraus infinitos rumo a Torre de Durin e ao pináculo de Celebdil, lá Gandalf derrotou o Balrog o lançando montanha abaixo. Mas ele mesmo estava muito ferido e mal conseguia se mover, morrendo no dia 25 de janeiro. Sua essência foi levada de volta a Valinor de onde lhe mandaram de volta curada despertando no dia 14 de fevereiro como Gandalf, o Branco.

De lá ele foi para Fangorn, onde encontrou Aragorn, Legolas e Gimli. Eles viajaram juntos a Edoras onde ele curou Théoden da fraqueza causada por seu conselheiro traidor. Junto com o exército de Rohan ele foi a Helm’s Deep onde teve sua parte em uma grande batalha. Depois da destruição do Um Anel e da queda de Sauron Gandalf descansou na Terra-média. Ele coroou o Rei Elessar de Gondor e testemunhou o casamento de Aragorn e Arwen... dizem mesmo que passou algum tempo junto de Tom Bombadil.Finalmente, no dia 29 de setembro de 3021 ele subiu a bordo de um navio élfico nos portos cinzentos junto com Elrond, Galadriel e outros Eldar... Bilbo e Frodo também foram junto e velejaram pela estrada direta para Valinor.

Gandalf teve muitos nomes dados por muitas pessoas que ele encontrou. Ele era Mithrandir para os elfos, Tharkun para os anões, e Incanus para os Haradrim. Mas ele sempre disse que o nome que preferia era Gandalf, dado a ele pelos homens do norte.

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 12h47
[] [envie esta mensagem]


 
   IN MEMORIAN

Hoje não vou postar nada em memória dos meus dois Canários que foram mortos por um infeliz gato na madugada de sexta para sabado, estragando parte do meu fim de semana!

 

Abraço!



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h13
[] [envie esta mensagem]


 
   Smallville

Smallville

Quando Arquivo X e Babylon 5 acabaram realmente ficou difícil seguir com afinco uma outra série de TV pois o que poderia ser feito depois de Arquivo X e Babylon 5 que já não se tinha feito antes??? (Minha opinião claro. Rssss)

Enfim segui outras séries que sou muito fã como Sex and the City, Angel (Spin-off da série da Buffy) e Star Trek (Voyager, DSP9, Nova Geração, Enterprise e Andromeda) estes sobre Star Trek, todas inspiradas pelo grande Pássaro das Galáxias, Gene Rodenberry, mas estas séries sofrem com eternas reprises mas mesmo assim acompanho elas mas merecem mais atenção em outro post!

Sou grande fã de Histórias em Quadrinhos (HQs), mas nunca fui muito fã do Super Homem (O Azulão! Rss), sempre achei ele muito certinho entre outras coisas era muito complicado, não desarrumava o cabelo nas lutas, não sangrava enfim homem de aço mesmo, claro que adorei ele apanhar do Batman na HQ Clássica "O Cavaleiro das Trevas" do grande mestre Frank Miller, tá bom eu sei que ele deixou o idoso Batman bater nele, mas foi demais! Agora quando uma mulher assumiu a presidência da DC comics a anos atrás não me lembro o nome dela e se ela ficou muito tempo nessa função, mas eu sou o maior fã dessa "Mulher Maravilha" em um ato de estremo marketing ou mesmo um esforço pra elevar as vendagens de suas revistas, mas ela simplesmente resolveu matar o Super Homem em um HQ Clássico "A Morte do Super Homem" rendeu muita grana e muito o que falar, afinal de contas matar um ícone da cultura não foi fácil logo depois veio uma história sem graça para um renascimento! (Nada se cria tudo se copia, Jesus Cristo morre crucificado e renasce até o Gandalf lutando contra o seu grande medo dentro das minas de mória (Khazad Dhum) o demônio de fogo dos tempos antigos Valaraukar (Balrog) morre, mas a luta é demais para o mago e ele vai de encontro aos poderes (Valar) que o mandam devolta para completar a sua missão!) (Rogério ???!!! ... Sim!!! Pois não meu precioso??? Fala logo do Smallville, não enrola!!!! Rssssss)

Agora Smallville série criada pelos produtores David Nutter que tem no currículo séries como Arquivo X e Roswell e os grandes Alfred Gough e Miles Millar trazem a TV esta série baseada nos HQs do Super Homem, mostrando a vida do Garoto de Aço em sua cidade natal ou melhor onde ele cresceu e passou a infância e adolescência! (SBT que me desculpe, é louvável passar a série mas manter o titulo da série como Smallville e na série em si tratar a cidade com o nome de Pequenópolis!!! Rsss)

Mas na série os produtores estão sutilmente e progressivamente mudando muito da mitologia do Herói ou como alguns fãs preferem dizer acrescentando fatos, preenchendo lacunas! No meu ver estamos diante de uma realidade diferente para o Super-Homem que está passando por conflitos pessoais, familiares, amorosos, conflitos com os amigos ou não tão amigos se considerarmos que até o presente momento na série Clark Kent (Tom Welling) considera como seu amigo e grande amigo por sinal Alexander "Lex" Luthor (Michael Rosenbaum) sendo este Lex no universo que conhecemos um ou o grande inimigo do Super Homem!

Está série a principio não dei muita bola, mas com atuações muito convincentes de todos os atores (destaco o "Lex" Michael Rosenbaum na minha opinião ele é o melhor da série, rouba várias cenas principalmente nas disputas com seu pai Lionel Luthor interpretado muito bem pelo ator John Glover) e as histórias muito bem escritas, com panos de fundo impressionantes, ótimos efeitos sem exageros e uma mitologia interessante , nova em partes e cheia de intrigantes personagens coadjuvantes que enriquecem mais ainda a trama!

Meu como eu viajei neste post desculpem a todos, me empolguei falei demais e acho até que me dispersei em partes do tema que queria abordar mas é isso!

 



Escrito por Gandalf the Wizard às 14h14
[] [envie esta mensagem]


 
   Star Wars - Episódio III - Spoiler

Não gosto de comentar sobre Spoilers mas não resisti!

Me deparei com essa capa no site do cinema em cena que eu adoro!

Imagem da revista alemã traz a Nobre Dama Padmé (Natalie Portman) muito angustiada por que será??? (Vai demorar um pouco essa resposta)!

Também já é bem visivel a gravidez dos gêmeos (Luke e Leia)!

Abraços!



Escrito por Gandalf the Wizard às 01h06
[] [envie esta mensagem]


 
   Estava desaparecido!

DAVID BOWIE (David Robert Jones) BLACK TIE NOISE WHITE - 1993

Este estava emprestado a mais ou menos uns três anos e eu já o considerava desaparecido, mas veio ao meu encontro hoje e nossa como fiquei contente, sou fã declarado do Sir David Bowie e este CD tem um valor especial pra mim pois foi o primeiro CD que eu comprei na minha vida e o primeiro de muitos do grande Bowie!

Neste CD destaco em especial as faixas 02 - YOU´VE BEEN AROUND e a faixa 05 - JUMP THEY SAY, mas o cd esta recheado com ótimas músicas do grande camaleão do rock!



Escrito por Gandalf the Wizard às 10h37
[] [envie esta mensagem]


 
   Os Sete Samurais!

Este clássico figura no meu top 10!

Ficha Técnica
Título Original: Shicinin No Samurai
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 208 minutos

Ano de Lançamento (Japão):
1954
Estúdio: Toho
Distribuição: Columbia Pictures
Direção:
Akira Kurosawa
Roteiro: Shinobu Hashimoto, Akira Kurosawa e Hideo Oguni
Produção: Sojiro Motoki
Música: Fumio Hayasaka
Fotografia: Asakazu Nakai
Desenho de Produção: Takashi Matsuyama
Figurino: Kôhei Ezaki
Edição: Akira Kurosawa


Elenco
Takashi Shimura (Kambei Shimada)
Toshirô Mifune (Kikuchiyo)
Yoshio Inaba (Gorobei Katayama)
Seiji Miyaguchi (Kyuzo)
Minoru Chiaki (Heihachi Hayashida)
Daisuke Katô (Shichiroji)
Isao Kimura (Katsushiro)
Kamatari Fujiwara (Manzo)
Kokuten Kodo (Gisaku)
Bokuzen Hidari (Yohei)
Yoshio Kosugi (Mosuke)
Yoshio Tsuchiya (Rikichi)
Keiji Sakakida (Gasaku)

Premiações
- Recebeu 2 indicações ao Oscar, nas seguintes categorias: Melhor Direção de Arte - Preto e Branco e Melhor Figurino - Preto e Branco.

- Recebeu 3 indicações ao BAFTA, nas seguintes categorias: Melhor Filme e Melhor Ator Estrangeiro (Toshirô Mifune e Takashi Shimura).

- Ganhou o Leão de Prata no Festival de Veneza.

Divina viagem ao Japão feudal, cenas memoráveis, ótimas atuações em destaque ao grande Toshiro Mifune (Kikuchiyo) e ao grande Takashi Shimura (Kambei Shimada) dois dos sete guerreiros samurais Ronins (Guerreiros sem mestre, sem emprego) , enfim uma obra que ao meu modesto ver representa com louvor toda uma cultura desse povo tão grandioso!!!

Muito obrigado mestre Kurosawa por cenas que nos levaram ao delírio como as seqüências de lutas na chuva e a visão dos túmulos dos samurais mortos em combate para salvar a aldeia de lavradores dos bandidos em troca apenas de comida, pousada e pelo gosta da guerra ou arte da guerra (Bushido)!!!

Abraços



Escrito por Gandalf the Wizard às 13h58
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

HISTÓRICO
 01/05/2007 a 31/05/2007
 01/03/2007 a 31/03/2007
 01/02/2007 a 28/02/2007
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005
 01/03/2005 a 31/03/2005
 01/02/2005 a 28/02/2005
 01/01/2005 a 31/01/2005
 01/12/2004 a 31/12/2004
 01/11/2004 a 30/11/2004
 01/10/2004 a 31/10/2004
 01/09/2004 a 30/09/2004
 01/08/2004 a 31/08/2004
 01/07/2004 a 31/07/2004
 01/06/2004 a 30/06/2004
 01/05/2004 a 31/05/2004
 01/04/2004 a 30/04/2004



OUTROS SITES
 Fada Azul
 Impressões de ontem
 Spoiler - Isto é Cinema!
 Drivein
 Fiteiro
 Vindaloo
 Mais do Mesmo!
 Devaneios da Linda
 Ramses Séc. XXI
 Sabor de Amor
 Nobre Dama Pam
 Um Lindo Sonho
 Colcha de Retalhos
 Fraseando
 Há Controvérsias!!
 Sheherazade
 Opinião Tupiniquim
 Realidade Torta
 Dubalai
 PUB 66